VAMPIROS SANGUINÁRIOS.





Você conhece bem a lenda. Vampiros almejam a vida eterna. Para isso eles precisam de sangue humano. O cinema já nos mostrou como a coisa funciona. Para continuar vivendo, eles precisam morder o pescoço de outrem. O final é trágico. A mordida fatal provoca a sombria mudança no DNA da vítima. Logo mais, ela também precisará de sangue humano para viver.

Estão alojadas no Congresso Nacional duas das mais poderosa facções vampirescas do país. Uma atende pelo nome de Frente Parlamentar Mista em Defesa do Servidor Público e congrega 196 deputados. Outra, mais letal, se autodenomina FREJUSMPU – Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Servidores do Poder Judiciário, da União e do Ministério Público.  Seus seguidores somam 218 deputados. O drácula-mor deles é ninguém menos que Domingos Sávio, deputado federal do PSDB por Minas Gerais.

A Câmara possui 513 deputados. Logo, é estarrecedor saber que 81% deles, nas horas vagas, descansam pendurados de cabeça para baixo. Somos reféns da sede inesgotável desses vampiros.  Eles constituem o mais poderoso lobby do país.

 Para se ter uma ideia do que isso significa, dos 513 deputados, 132 são, eles mesmos, servidores públicos, ou seja 26% das cadeiras estão ocupadas por indivíduos cuja única finalidade é votar leis que mantenham ou ampliem seus próprios privilégios.
Esses sanguessugas sem alma representam 5,5% da população e conseguem subjugar os 94,5% restantes que não trabalham em cargos do serviço público. É o terror em sua forma mais cruel.

Os parlamentares-hematófagos não possuem ideologia. Distribuem-se em todo o espectro partidário da extrema direita à extrema esquerda. Foi essa colônia que conseguiu detonar a reforma da Previdência.

Mas, a coisa é muito, muito pior! Ao longo do tempo, conseguiram a proeza de afiar seus caninos sugadores feitos para romper, sem esforço aparente, a carne tenra dos pescoços dos pagadores de impostos.

Orientam-se pelo seguinte decálogo:

1. Queremos nos manter no poder a qualquer preço.

2. Seremos fortes, independentemente de quem esteja na cadeira de Presidente da República.

3. Nosso único compromisso é com nosso bolso.

4. Se você quer altos salários e privilégios inesgotáveis como os nossos, faça concurso público e junte-se a nós.

5. Se o governo não tem dinheiro para nos bancar, que arranje. Não nos sensibiliza o sacrifício da população nem o custo que isso possa representar para as gerações futuras.

6. Não queremos pagar Imposto de Renda. Isso é para os trouxas que não conseguem entrar na nossa irmandade. Vamos conseguir!

7. Não estamos nem aí com a qualidade dos serviços que esperam de nós. Somente dinheiro, privilégios e, claro, poder, nos interessam.

8. Somos e continuaremos sendo especialistas em disseminar mentiras para obscurecer a verdade sobre nossas crenças e valores. Pregaremos até o fim que o sistema previdenciário não é deficitário.

9. Queremos eleger uma bancada cada vez maior de defensores de nossa agenda (ainda não obtivemos tudo o que queremos como, por exemplo, a extinção de contribuição previdenciária paga por servidores inativos e a isenção cabal do Imposto de Renda).

10. Nossa luta é contra todos os que tentarem reduzir nossas conquistas. Conseguimos barrar a reforma da Previdência. E isso é apenas o começo. F***-se o Brasil!

Desmondus Rotundus é uma das três espécies de morcegos-vampiros. As mais sedentas, como sabemos, estão em Brasília. Seus líderes são: André Moura- PSC/SE, Rogério Rosso-PSD/DF, Roney Nemer-PP/DF, Leonardo Quintão-MDB/MG e Arnaldo Faria de Sá-PP/SP.

Divulgue e compartilhe isso com o maior número possível de pessoas. Precisamos desalojar esses inimigos do povo brasileiro do Congresso Nacional. Antes de votar em alguém para a Câmara e o Senado nas próximas eleições deste ano, certifique-se de que ele não faz parte dessa facção sanguinária.

Observação Importante:

A reforma da Previdência cujo objetivo era igualar as regras da aposentadoria do INSS para todos os brasileiros tem um impacto de R$ 400 bilhões nas contas públicas.

O poderoso lobby conseguiu, até agora, barrar a mudanças do auxílio moradia e ajuda de custo para os servidores do Poder Executivo. Se isso passasse o país economizaria 5,1 bilhões de reais.

posts parecidos

Política

Conectividade de A-Z

O CANAL PARA FALAR DA CONEXÃO HUMANA.

Aqui você tem voz. Pode contribuir, sugerir, criticar, propor temas, discutir e ampliar o escopo do Blog. Nossa conexão poderá fazer a diferença.