FELIZ 2108! MALUF VAI PRA CADEIA.



Paulo Maluf, você conhece. Legítimo herdeiro da lenda da corrupção nos anos 50 e 60 do século passado, Adhemar de Barros, que também foi prefeito da cidade de São Paulo (1957 a 1961) e governador por duas vezes. Para você, caro leitor, perceber como a corrupção nesse país é tolerada e até incentivada desde Pero Vaz de Caminha, o slogan político de Adhemar é o antológico “Rouba, mas faz”.

Paulo Salim Maluf jamais precisaria roubar os cofres públicos. Ele nasceu rico. Sua família, de origem libanesa, é dona da icônica empresa Eucatex (no mercado desde 1951). Mas, como a família Lula da Silva está enfadada de tanto saber, é muito fácil roubar e não ser punido, em um país onde as leis têm mais furos que um queijo Suíço e o judiciário acolhe, sem se envergonhar, tipos como Gilmar Mendes.

Maluf, além de rico, é engenheiro civil formado pela USP em 1954 (sem pagar nada, é claro, já que no Brasil, as universidades públicas beneficiam justamente quem pode pagar por isso). Como todos sabemos, ter formação acadêmica por aqui nunca significou apreço pela ética nem tampouco o exercício de cidadania responsável. Apesar disso, Maluf se vangloriava de “ter o grande diferencial de ser engenheiro”, acreditando-se, por isso, muito mais preparado para ocupar cargos eletivos.

Maluf é o tipo de representante que não precisamos ter. O Ranking dos Políticos (posição geral 548 )  http://www.politicos.org.br/paulo-salim-maluf nos mostra sua compulsão pelo crime de improbidade administrativa. São processos e condenações listados às dezenas.

Pois bem. O ministro do STF, Edson Fachin, resolveu agir no apagar das luzes de 2017. Maluf, condenado a 7 anos 9 meses e 10 dias de prisão vai, finalmente, cumprir pena em regime fechado pelo crime de lavagem de dinheiro. O pacote também inclui a perda do mandato e o afastamento das empresas da família por mais de 15 anos. 

Qualquer criminoso comum, em seu lugar, entraria na cadeia sorrindo. Afinal, o grosso dos desvios de mais de 172 milhões de dólares, enviados ilegalmente para a ilha de Jersey, já não podem mais retornar aos cofres públicos pois prescritos estão. Ínfimos 15 milhões de dólares poderão ser repatriados (pra você, caro mortal, se indignar com as cifras pornográficas que essa gente embolsa cinicamente).

Maluf, é apenas um, dentre milhares de criminosos, que fazem da política sua ocupação secundária de Norte a Sul do país. Você já sabe como mudar isso. Em 2018, não reeleja ninguém. 

Quando votar, caro leitor, pense no tipo de futuro que você quer pra esse país. Podemos, ser uma Dinamarca da ética, ou quem sabe uma Cingapura do desenvolvimento econômico. Tudo vai depender das crenças e valores do seu escolhido nas urnas. Não há outra saída.

Desejo aos meus caros leitores o melhor 2018 de nossa história!


Este blog entra em férias a partir de hoje devendo retornar na segunda quinzena de janeiro.

posts parecidos

Política

Conectividade de A-Z

O CANAL PARA FALAR DA CONEXÃO HUMANA.

Aqui você tem voz. Pode contribuir, sugerir, criticar, propor temas, discutir e ampliar o escopo do Blog. Nossa conexão poderá fazer a diferença.