ESTAMOS EM GUERRA. PRECISAMOS DA SUA CORAGEM E DO SEU TEMPO!


Caro Leitor,
Você já deve ter percebido a singularidade do momento que estamos vivendo. Os cidadãos de bem e pagadores de impostos (que mantêm este país de pé), finalmente resolveram enfrentar, sem medo, os guerrilheiros da esquerda entrincheirados na mídia, nas universidades, no funcionalismo público, nos sindicatos, em todas as artes, e claro , nos partidos políticos autodeclarados “socialistas” mas, que são réplicas pioradas do que existe de mais atrasado na exumação tardia da doutrina comunista responsável pela exterminação de pessoas e recursos como nunca houve dantes na história da civilização.  
O mês de novembro começou com o ato de repulsiva barbárie terrorista perpetrado pelo MST contra a Lavoura e Pecuária Igarashi de Correntina-BA. Mais de mil facínoras comandados pelos notórios inimigos da pátria atearam fogo, destruíram máquinas e todo o sistema de geração de energia e irrigação de uma empresa honesta, trabalhadora, geradora de empregos e pagadora de impostos. Nada foi feito. Nem será.
Hoje, o TRF-4, desferiu um golpe mortal naqueles que ainda dão suporte aos delírios criminosos de manutenção do poder a qualquer preço de Lula e de seus cegos e descerebrados adoradores.
Veja a sentença do desembargador federal e relator João Pedro Gebran Neto ao elevar a pena do ex-tesoureiro petista João Vaccari Neto de 10 para 24 anos (é isso mesmo que você leu):
Vaccari, direta ou indiretamente, em unidade de desígnios e de modo consciente e voluntário, em razão de sua posição no núcleo político por ele integrado, solicitou, aceitou e recebeu para si e para o Partido dos Trabalhadores os valores espúrios oferecidos pelo Grupo Keppel Fels e aceitos também pelos funcionários da Petrobras, agindo assim como beneficiário da corrupção”.
Vaccari, como se sabe, havia sido absolvido em duas apelações criminais julgadas anteriormente. Desta feita, o desembargador Leandro Paulsen, do mesmo TRF-4 de Porto Alegre escreveu em sua súmula: “
“Neste processo, pela primeira vez, há declarações de delatores, depoimentos de testemunhas, depoimentos de corréus que à época não haviam celebrado qualquer acordo com o Ministério Público Federal e, especialmente, provas de corroboração apontando, acima de qualquer dúvida razoável, no sentido de que Vaccari é autor de crimes de corrupção especificamente descritos na inicial acusatória”.
O desembargador Victor Luiz dos Santos Laus, acompanha seus colegas com o mesmo entendimento jurídico: “Nesse processo ocorre farta prova documental no sentido de que Vaccari propiciou que o dinheiro da propina aportasse na conta de Mônica Moura e João Santana por meio de Skorniczi”.
Final feliz para os milhões de brasileiros honestos e, claro, uma derrota acachapante para a legião das trevas:
João Vaccari Neto: condenado por corrupção passiva. A pena passou de 10 anos para 24 anos de reclusão;
João Cerqueira Santana Filho: condenado por lavagem de dinheiro. A pena foi mantida em 8 anos e 4 meses;
Monica Regina Cunha Moura: condenada por lavagem de dinheiro. A pena foi mantida em de 8 anos e 4 meses;
Zwi Skornicki: condenado por corrupção ativa. A pena foi mantida em 15 anos e 6 meses.
Precisamos de seu engajamento nesta luta. Não se iluda. Até as próximas eleições as falanges do mal estarão engendrando todas as estratégias possíveis para levar o caos à Nação.

“Verás que um filho teu não foge à luta”. Este deve ser o nosso mote. Em 2018. Não reeleja ninguém.

posts parecidos

Eleições 2018

Conectividade de A-Z

O CANAL PARA FALAR DA CONEXÃO HUMANA.

Aqui você tem voz. Pode contribuir, sugerir, criticar, propor temas, discutir e ampliar o escopo do Blog. Nossa conexão poderá fazer a diferença.