CARACAS OU CINGAPURA ? VOCÊ DECIDE.



Dizem os piadistas do meio: “ não importa se uma pessoa que acaba de morrer vai para o céu ou o inferno, o certo é que ela fará uma conexão no aeroporto de Atlanta”.
Pra você, caro leitor, ter uma ideia de tamanho, por esse gigante, cujo nome oficial é Aeroporto Internacional de Atlanta Hartsfield-Jackson (ATL), no ano passado, transitaram 101.171.935 passageiros. Isso é quase 3 vezes mais do que recebeu Guarulhos (GRU), nosso maior aeroporto (36,6 milhões de passageiros).

Aeroportos são ícones pop e fonte de prazeres ou infortúnios superlativos. No de Cingapura (Singapore Changi Airport- SIN) você terá, para seu deleite, dois cinemas que funcionam 24 horas levando os mais recentes blockbusters e não precisará pagar um centavo por isso. Sempre leve seu traje de banho para o SIN. Uma fantástica piscina de borda infinita lhe aguarda no rooftop. Como alternativa mais zen, você poderá extasiar-se com o Jardim das Borboletas.

Mas, nada disso acontece com aeroportos que possuem um administrador tipo Infraero. Aliás, como até as mentes mais obnubiladas sabem (embora jamais reconheçam) nada gerido pelo Estado chega aos pés em qualidade, eficiência e custo. Somente em um país dominado por sanguessugas estatizantes como o nosso é que, por exemplo, um aeroporto da importância de Congonhas (CGH) com seus 20,5 milhões de passageiros por ano, vai continuar refém das ratazanas gordas e incompetentes que proliferam sem controle num tal de PR (Partido da República) dominado pelo condenado mensaleiro Valdemar da Costa Neto.

Recentemente, o aeroporto de Fortaleza (FOR) foi privatizado. O novo administrador é a alemã Fraport que administra o aeroporto de Frankfurt. A Fraport passará a dar as cartas, sem a Infraero, em janeiro de 2018 mas, já operou mudanças transformadoras cujo impacto fará a cidade e o Estado voarem muito acima das nuvens atuais. Fortaleza já ganhou o hub do Grupo Air France-KLM e Gol para o Nordeste.

A Fraport ,não brinca em serviço . Transformou o Aeroporto Jorge Chávez de Lima-Peru (LIM), no campeão regional de qualidade dos últimos 7 anos consecutivos pelo ranking da Skytrax e já declarou que vai se espelhar em Lima para colocar Fortaleza na lista dos melhores aeroportos da América do Sul. O resultado disso vai muito além das instalações aeroportuárias. Será uma revolução, em cascata, na geração de emprego e renda requalificando toda a região e o próprio estado por conta de um fantástico up-grade na economia, logística e turismo, vocação inquestionável do Ceará.

A privatização dos aeroportos brasileiros já colocou GRU no “Top 5” de qualidade e gestão na América do Sul. O outrora vergonhoso Galeão (GIG) após sua privatização, já desponta na 7ª posição dentre os melhores da região, logo atrás do de Santiago no Chile (SCL). Não é pouca coisa. Quem viaja sabe disso.

O Estado é péssimo gestor. O que move a economia no mundo civilizado é a iniciativa privada: fonte inesgotável de inovação por conta de elementos estruturantes como a concorrência, meritocracia e a melhor gestão possível de pessoas e recursos. Tudo o que esquerdopatas terminais e direitofrênicos contagiosos odeiam.  O que esses desajustados políticos sabem fazer é, de um lado, incendiar fazendas bem geridas e do outro, lutar com unhas e dentes para assegurar a boquinha eterna nas tetas do Estado.

Em 2018, não reeleja nenhum deles. Pense no aeroporto e na fantástica ilha de prosperidade que é Cingapura. Esse deve ser o nosso modelo transformacional. O resto é empulhação histérica com passagem só de ida para o Aeroporto de Caracas (CCS)...


posts parecidos

Turismo

Conectividade de A-Z

O CANAL PARA FALAR DA CONEXÃO HUMANA.

Aqui você tem voz. Pode contribuir, sugerir, criticar, propor temas, discutir e ampliar o escopo do Blog. Nossa conexão poderá fazer a diferença.