TODOS POR CARAPICUÍBA.


Basta abrir os sites dos principais jornais do país para se defrontar com falcatruas de A a Z perpetradas por representantes de todos os partidos políticos. Não sobra ninguém.

Não bastasse o esgoto diário de crimes contra o patrimônio público, agora somos expostos ao bate-boca de comadres envolvendo Gilmar Mendes do STF e Rodrigo Janot Procurador Geral da República. O enredo mais parece tirado da literatura de cordel. Algo que poderia se intitular “A peleja das togas que começou com um cano furado”.

É do jornalista Ricardo Boechat o melhor epíteto do dia: “Estamos diante de nada, produzindo muito”. Ora, se não há nenhuma referência ao notório Dias Toffoli na pretensa delação, por que ela, então, foi escanteada?

E quando se pensava já ter se esgotado o potencial de trambiques eis que surge um tal de William Nacked, ex-diretor do Instituto Brasileiro de Gestão da Cultura que, em delação premiada ao Ministério Público do Estado de São Paulo, admite corrupção no Teatro Municipal da cidade. O roubo foi de R$ 15 milhões. Desnudada a tramoia, Nacked se compromete a devolver 3 milhões aos cofres públicos.

Em Goiás, a Polícia Federal prendeu hoje, uma dupla acusada do desvio de R$ 4,5 milhões da Companhia de Saneamento de Goiás – SANEAGO : 
Afrêni Gonçalves - presidente do PSDB estadual e José Taveira Rocha- ex-secretário estadual da Fazenda. Segundo o Procurador da República Mário Lúcio Avelar, o esquema de corrupção servia até para pagar os coquetéis do Palácio das Esmeraldas.

Como nos espetáculos do circo grotesco dos larápios sem limites, o pior fica para o fim. Consta nos cartazes desse evento mambembe o rosto da quadrilha formada por cinco vereadores acusados de fraudar o erário de Carapicuíba no manjado esquema de contratação de servidores públicos sem concurso.

Pertencem, ora vejam, à coligação “Todos por Carapicuíba”: Paulo Xavier/PSDB (preso desde maio por outra investigação), Jefferson Macedo/PSDB, Elias Cassundé/PPS, Carlos Japonês/PPS e Nenê Crepaldi/PPS.

A prisão foi feita quando uma funcionária, a mando dos meliantes, enchia dois sacos de lixo de 100 litros cada com as provas do crime devidamente trituradas.Carapicuíba, na língua Tupi, quer dizer “peixe ruim que não se pode comer”. E esse peixe podre está na Câmara dos Vereadores.

William Nacked


Afrêni Gonçalves



posts parecidos

Política

Conectividade de A-Z

O CANAL PARA FALAR DA CONEXÃO HUMANA.

Aqui você tem voz. Pode contribuir, sugerir, criticar, propor temas, discutir e ampliar o escopo do Blog. Nossa conexão poderá fazer a diferença.