ENTRE DINOSSAUROS E POKÉMONS.


Ainda não há unanimidade entre a comunidade científica internacional. Mas, ao que tudo indica, um asteroide de 10 km de diâmetro chocou-se com a Terra nas proximidades do que é hoje o México, 65 milhões de anos atrás. Os tempos eram os do Cretáceo.
 E lá se foram os dinossauros. Na verdade, estes seres enormes e vorazes consumiam, sem dó, os recursos do planeta assim como os aparelhados do PT fazem com o Ministério da Saúde, da Educação e da Cultura.
Estamos vivendo o auge do nosso cretáceo político. Brevemente corruptos de todas as cepas serão pulverizados pela força crescente das centenas de Sérgios Moros respaldados por uma nova sociedade ética e liberal que não mais tolera um Estadossauro infestado de predadores que se alimentam de verbas públicas. 
As mudanças estão aí para quem tem olhos de ver e ouvidos de ouvir.
O Cleptoraptor Lulensis, o pior de todos- aquele que hipnotizava suas presas até lançar o bote fatal- esteve em Fortaleza recentemente. Chegou de jatinho branco mas disfarçou-se de humilde dentro um fusquinha vermelho para locomover-se do aeroporto até a sede local do PT. Foi ridicularizado por onde passou.
Outro espécimen virulento, o Stédilossauro horribilis, não obteve melhor sorte. Desde o momento em que chegou no aeroporto Pinto Martins da capital cearense foi hostilizado ferozmente durante seis longos minutos aos gritos de “terrorista”, “bandido”, “comunista”. Ao entrar na Hilux ( sim; eles se locupletam ) do MST local, foi apupado, humilhado e escorraçado. Há um vídeo no You Tube sobre o evento.
No Senado, uma nova espécie recentemente descoberta, os Dementossauros Ridiculus, grunhem compulsivamente na tentativa de evitar a extinção de um representante ainda não devidamente catalogado por sua raríssima compleição encefálica. Alguns estudiosos aventam a possibilidade de que pertença à subespécie dos Vanalossauros Nonsensis.

Enquanto isso, corre à solta no planeta (Brasil inclusive) uma nova legião de indivíduos, de origem indefinida, cuja principal ocupação é caçar monstros virtuais advindos dos escaninhos da tecnologia digital. E o planeta segue seu curso...

posts parecidos

Ciência

Conectividade de A-Z

O CANAL PARA FALAR DA CONEXÃO HUMANA.

Aqui você tem voz. Pode contribuir, sugerir, criticar, propor temas, discutir e ampliar o escopo do Blog. Nossa conexão poderá fazer a diferença.