O QUE CHANEL TEM A ENSINAR A VANALÂNDIA.



Musicais têm a rara capacidade de transformar a mais absurda das cenas da vida real em diversão garantida. “Chicago” é um deles. Na incomparável plasticidade da performance “Cell Block Tango” (O Tango das Presidiárias) confirmamos como os delinquentes se utilizam da narrativa escapista para defender o indefensável.

“Eu estava bela e feliz na cozinha, destrinchando um frango para o jantar. E de repente me aparece Wilbur, meu marido, histérico, aos berros, me acusando de ter transado com o leiteiro. Ele estava completamente louco e não parava de gritar. Aquilo foi me irritando de uma forma e eu, lá, parada, com a faca na mão. E foi então que ele correu em direção à minha faca. Pelo menos umas dez vezes...”

É mais ou menos assim que Lindberghs, Gleisis e Vanessas argumentam no processo de impeachment de Dilma Vana. Ou o Instituto Lula, em seus pronunciamentos patéticos. É tão hilário quanto cansativo ouvir nos telejornais que “todas as doações de campanha ao PT obedeceram estritamente o que manda a legislação”, mesmo após a apresentação de toneladas de provas e depoimentos em contrário.

Nas cadeias, todos já sabem, não existem criminosos. São todos seres angelicais um pouco distraídos, é claro, que não perceberam a hora de desviar a faca antes que um imprudente qualquer resolva correr em direção dela... dez vezes seguidas.  

O dia começou fervendo.

Logo cedo, versões digitais de notícia em todo o mundo bombardeiam que, finalmente, Eduardo Cunha foi afastado da Presidência da Câmara por um ato do ministro Teori Zavascki. O New York Times estampou o fato em manchete assim como o Washington Post, o The Guardian e por aí vai...

Depois, o advogado e cientista político Murillo de Aragão declara em O Estado de São Paulo que “a nova equipe econômica terá um enorme susto em alguns dias e, se nada de impactante for feito, não haverá dinheiro para pagar a folha do funcionalismo público já no fim deste ano”.

Na sequência, lemos que, Temer, o virtual próximo presidente, já não está tão inclinado assim a varrer de Brasília pelo menos uma dezena de ministérios improdutivos e perdulários do governo petista. Vencido pelo câncer do fisiologismo está disposto até a ceder o Ministério da Ciência e Tecnologia para um pastor evangélico que defende o “criacionismo”. Darwin deve estar tendo um chilique neste momento.

Viver no Brasil é estar sempre a um passo do próximo furacão.
Mas, as coisas, parecem, jamais voltarão ao seu estágio inicial desde que a sociedade decidiu sair da sala de estar. O juiz Vallisney de Souza Oliveira da 10ª Vara de Brasília foi rápido no gatilho: condenou nove “santinhos do pau-oco” pela compra de MP’s (Medidas Provisórias que prorrogavam benefícios fiscais à indústria automotiva) durante os governos de Lula e Dilma pelos crimes de formação de quadrilha, corrupção e lavagem de dinheiro. Lembra-se da Operação Zelotes?

O outrora poderoso Mauro Marcondes da ANFAVEA foi condenado a 11 anos e 8 meses. Segundo os autos, era ele o polo central da quadrilha que atuava para beneficiar montadoras de automóveis e fraudar os cofres públicos. Além de ter recebido cerca de R$ 60 milhões pelo pagamento dos “serviços”, fazia também “repasses benevolentes” a parasitas do erário como uma tal de LFT Marketing Esportivo pertencente a ninguém menos que Luís Cláudio Lula da Silva, filho de Lula-Jararaca.  

Mas, nada, absolutamente nada se compara ao epitáfio escrito por Rodrigo Janot: “Lula é o chefe da organização criminosa que desde o início de seu primeiro mandato tomou de assalto a administração federal para perpetuar o PT no poder. Esta organização criminosa jamais poderia ter funcionado por tantos anos e de uma forma tão ampla e agressiva sem que o ex- presidente Lula dela participasse.”

Esquerdopatas latino-americanos, chegou a hora de reconhecer. Vocês perderam todos! Sigam o exemplo de Cuba que agora recebe no El Paseo Del Prado, no centro de Havana, Karl Lagerfeld lançando a última coleção da Chanel. Ou, morram de uma vez. 


posts parecidos

Política

Conectividade de A-Z

O CANAL PARA FALAR DA CONEXÃO HUMANA.

Aqui você tem voz. Pode contribuir, sugerir, criticar, propor temas, discutir e ampliar o escopo do Blog. Nossa conexão poderá fazer a diferença.