BRASIL SEM RETOQUES.


Estou no belo balneário catarinense de Itapema. Ontem precisei comprar um tubo de silicone na loja de materiais de construção Casas da Água. A loja possui um conveniente estacionamento privativo com, como manda a lei, vagas para idosos e cidadãos com necessidades especiais (uma de cada).

Uma das poucas vantagens de se ter mais de sessenta anos nesse país é poder usar esse tipo de comodidade. Para isso, você precisa ter um tipo de credencial emitida pelo órgão competente de sua cidade e colocá-lo à mostra na parte interna de seu para-brisas. A vaga de idoso já estava ocupada com um veículo sem credencial. Não havendo lugar disponível só me restou a opção de tourear uma vaga na rua. Duas quadras depois achei uma.

Ao retornar à loja encontro uma jovem senhora acercando-se de seu carro. Isso mesmo. Era aquele da vaga do idoso. Não me contive. Veja o diálogo que travamos.

Eu: - “A senhora não parece ter sessenta anos...”
Ela:  (Olhando-me com ar de surpresa) Como?
Eu: - “A senhora estacionou na vaga de idoso e isso é ilegal”.
Ela:- “Mas, foi só um minutinho...”
Eu:- “ Isso não é desculpa. Por causa disso a senhora me tirou o direito de estacionar meu carro fazendo-me perder tempo à procura de uma vaga. A senhora acha isso certo?”
Ela:-“ Mas o senhor nem é tão velho assim...”
Eu:- “ A minha aparência não tem nada a ver com o fato da senhora ter praticado algo ilegal”.
Ela: -“ Aqui é um estacionamento privado e o senhor não é guarda de trânsito”.
Eu: “ A lei vale para todo tipo de estacionamento e embora não seja um guarda de trânsito, como cidadão tenho o direito de protestar quando me vejo sendo cerceado por alguém que desrespeita as leis.
Aliás,  esse  tipo de comportamento é o mesmo dos políticos corruptos que roubam na certeza da impunidade . A senhora não acha?”     

 Sem argumentos a jovem senhora entra no carro, levanta o vidro e sai cantando pneus. Pela leitura labial deu pra perceber que eu estava sendo agraciado com palavras nada gentis.


Em Vanalândia os desatinos prosseguem a cada dia mais surpreendentes. Eduardo Cardozo consegue superar-se editando a medida provisória 699 especialmente projetada para punir com rigor ditatorial manifestantes caminhoneiros. Aos amigos, tudo. Aos inimigos, a lei. Se ela não serve aos nossos propósitos, mude-se a lei.

Eduardo Cunha também bateu sua própria marca no campeonato nacional da desfaçatez. Já havia batizado uma empresa de “Jesus.com” para acolher seus carrões importados comprados com o dinheiro sujo da corrupção. Agora , descobriu-se, usa o nome de sua mãe “Elza” como contrassenha para o acesso a uma de suas contas espúrias na Suíça. Certamente, essa boa senhora não merece este tipo de "homenagem"...
A conta está no nome da empresa de fachada ( Trust é o nome da moda) “Triumph”. Só se for o triunfo do mal contra o bem...

Novo laudo aponta que o rombo nas contas da Petrobrás dobrou a meta. Agora está estimado em 42 bilhões de Reais.

Ao que tudo indica Joaquim Levy já não é mais o Ministro da Fazenda. Mas isso não faz a menor diferença já que Dilma Vana  também não é mais a Presidente da República.

Ficamos por aqui...







posts parecidos

Política

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para o desenvolvimento deste Blog. Desde já obrigado!

Conectividade de A-Z

O CANAL PARA FALAR DA CONEXÃO HUMANA.

Aqui você tem voz. Pode contribuir, sugerir, criticar, propor temas, discutir e ampliar o escopo do Blog. Nossa conexão poderá fazer a diferença.