A VERDADEIRA HISTÓRIA DE B.B.KING



O Blues está na alma dos terráqueos. Quando o primeiro homem da caverna chegou em casa e percebeu que sua mulher havia fugido com o entregador de leite de bisão-fêmea ,sentou-se e tocou o primeiro blues. A música-tema do dilúvio foi um blues. Dario invadiu a  Macedônia com o som de guitarra no último: era um blues irado. O blues já vem no DNA humano desde o Big Bang. A diferença é que no começo do século 20, mais precisamente em 1925, nasceu Riley B. King. Daí toda a história do gênero passou a ser datada dessa forma: antes e depois de B.B.King.

Reza a lenda que Zeus em um dia de cólera pediu uns acordes novos à sua filha Euterpe, uma das nove musas e responsável pelo som ambiente do Olimpo. Euterpe só tocava flauta. Zeus precisava de algo mais intenso. Não satisfeito com a entrega, Zeus decide entrar no espaço-tempo e deu de cara com B.B.King.

O encontro se deu em circunstâncias dramáticas. Uma briga de salão por causa de uma tal Lucille pôs fogo no local onde tocava B.B.King. Para não morrerem queimados a plateia e o guitarrista correram para fora do recinto. Mas, a guitarra mágica de onde saía aquela música jamais tocada ou sequer imaginada por Euterpe tinha ficado para trás. Zeus, mais que depressa cobriu B.B.King com seu manto e o fez entrar nas chamas para salvar sua guitarra. Ao saber que tudo acontecera por causa dessa tal Lucille, assim foi batizada a mais famosa guitarra do mundo. A partir daí seu som passou a integrar o raríssimo espectro sonoro que faz alguns instrumentos se tornarem mágicos.

B.B.King nos deixou hoje. O Olimpo, o céu, o paraíso (you name it) está em festa. Ou melhor: curtindo uma jam session regada a blues, muito blues.

posts parecidos

Cultura

Conectividade de A-Z

O CANAL PARA FALAR DA CONEXÃO HUMANA.

Aqui você tem voz. Pode contribuir, sugerir, criticar, propor temas, discutir e ampliar o escopo do Blog. Nossa conexão poderá fazer a diferença.