DE VOLTA DO PERU DOS INCAS E DO CHILE DO ATACAMA


 
Estive fora do país em viagem ao Peru dos Incas e ao Chile do Atacama. Em Cusco - headquarter Inca - é possível  perceber a partir do nome que quer dizer na língua quíchua “umbigo do mundo” que este povo não brincava em serviço. Nem podiam. A cidade está situada em absurdos 3.400 metros de altitude e foi integralmente planejada para ser a metrópole administrativa e cultural do Tahuantinsuyu ( Império Inca) uma palavra cujo som nos remete ao japonês antigo. 

Francisco Pizarro (1475-1541), um dos verdugos da humanidade, tomou-se de inveja mortal ao ver impressionantes construções de pedras milimetricamente encaixadas e imunes a terremotos, rede de abastecimento de água, agricultura produtiva, ourivesaria sofisticada e tudo mais que somente uma civilização adiantada poderia construir. Além, é claro, da ganância digna de um corrupto da PeTrobrás, Pizarro usou a desculpa religiosa (os Incas eram politeístas) para dizimar a população, se apropriar de suas riquezas e levantar ,sobre suas ruínas, uma cidade espanhola. 

Pizarro rezava pela cartilha de certo tipo de partido político que tão bem conhecemos. Só tinha um projeto de poder. Princípios morais e éticos não faziam parte de seu modus operandi. Ardiloso e dissimulado, convidou Atahualpa(1502-1533) ,o 13º e último soberano Inca, para um jantar de negócios. Era uma armadilha. Os soldados espanhóis estavam ocultos e descarregaram suas armas sobre 6 mil incas no decurso de pouco mais de duas horas. 

Atahualpa foi feito prisioneiro no seu próprio Templo do Sol. E aí ocorreu um dos atos mais vergonhosas que só se pode imputar a facínoras sem caráter. O soberano inca tentou comprar sua liberdade com ouro suficiente para encher o aposento em que se encontrava e ainda disse que dobraria este volume em prata.

Pizarro aceitou. E não cumpriu. Atahualpa foi condenado a morrer na fogueira dos hereges acusado, ora vejam, de idolatria.

A coisa não termina aí. Em um último tour de force, o ingênuo inca aceitou ser batizado pensando que dessa forma escaparia do suplício. Ledo engano. Crueldade das crueldades : após sua “conversão”, Atahualpa foi estrangulado. O mal venceu mais uma vez...

Pizarro morreu assassinado em Lima oito anos depois de exterminar Atahualpa.

Sobre o Atacama conto depois a vocês, caros leitores. Ainda estou tentando me refazer das notícias do nosso ultrajado país.

posts parecidos

Conectividade de A-Z

O CANAL PARA FALAR DA CONEXÃO HUMANA.

Aqui você tem voz. Pode contribuir, sugerir, criticar, propor temas, discutir e ampliar o escopo do Blog. Nossa conexão poderá fazer a diferença.