O LADO ESCURO DE SUAS EXCELÊNCIAS

 
 

Políticos, como todos sabem, possuem várias caras. A mais conhecida é aquela que ele projeta para consumo externo: tão falsa quanto o sorriso de sua foto na propaganda eleitoral. Essa cara não diz nada a não ser que se está diante de um embusteiro profissional (com raríssimas exceções, convém esclarecer).
A verdadeira cara é aquela que ele tenta, a todo custo, esconder. Se possível fosse escaneá-la com o laser da realidade veríamos os sulcos das atrocidades cometidas para as quais não deveria haver perdão possível. 
“X” é um político típico. Ao invés de uma “edificante história de vida” a jornada de seus familiares mais se assemelha a uma folha corrida policial. O irmão mais velho matou a queima-roupa um colega de estudos. O patriarca articulou para que o filho se tornasse um bem-sucedido foragido da justiça. Claro que com a prescrição do crime eis que o assassino retorna à casa belo e faceiro e de como prêmio, ainda, se elege vereador.
Seu mandato não poderia mesmo ser diferente daquilo que sua amoralidade ensejava. Pedófilo contumaz, estuprou uma menina de 14 anos de idade, apoderou-se ilegalmente de terras desapropriadas, envolveu-se com contrabando, executou desafetos com o concurso de capangas armados. Certo da impunidade, roubou e destruiu importantes documentos de um processo judicial contra sua pessoa.
“X” ao entrar para a política o fez pela porta dos fundos o que o obrigava a andar armado e protegido por seguranças.
O irmão mais velho continuava a superar desavenças através do trabalho encomendado por matadores profissionais. Acobertado pela família, que operava como um bando de mafiosos sanguinários,sabia que sempre se safaria das garras da lei.
O irmão caçula trilhou pela mesma seara graduando-se com louvor no mundo do crime. Atirava nos desafetos e corria a se esconder no covil da família. Todos os casos caíam no esquecimento, com testemunhas, polícia e até juízes comprados. Quando a imprensa adversária publicava algo que incomodava a família era hora de promover um quebra-quebra no jornal concorrente. Simples assim.
“X”, aprendera rápido que o caminho para o sucesso passava pela relação promíscua com os poderosos de ocasião. Para não decepcionar um padrinho político, fraudou uma contagem de votos para que este pudesse assumir seu quinto mandato.
E por aí vai...
Nosso personagem existe. Não. Não se trata da vida de Hildebrando Paschoal (o deputado da motosserra). Tampouco ostenta o sobrenome Mello, Farias, Maluf, Calheiros, Barbalho, Sarney. Não são da Quadrilha do Mensalão. Nem da Petrobrás.

Trata-se de Getúlio Vargas e família. O “mais velho” é Viriato Dornelles Vargas. O caçula é Benjamim (Bejo) Dornelles Vargas. O patriarca é o General Manuel Vargas. Está tudo na biografia “Getúlio” (1882-1930), do historiador Lira Neto.

Como você, caro leitor, pode constatar progredimos pouco desde então. A revista Congresso em Foco http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/a-lista-de-deputados-e-senadores-com-pendencias-no-stf/ nos informa que existem 542 processos judiciais envolvendo 224 parlamentares ( deputados e senadores). Isso quer dizer que quase 40% de nossos congressistas possuem algum tipo de conta a ajustar com a justiça. Os campeões são o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) e os deputados Paulo Quartiero (DEM-RR) e Lira Maia (DEM-PA) cada qual responde a 13 ações penais.
O partido líder em processos na justiça é o notório PMDB : 54 dos atuais 91 peemedebistas respondem a processos ( assombrosos 59% da bancada).
Os crimes perpetrados por suas excelências vão de homicídio a envolvimento com o narcotráfico. O mais comum, entretanto é mesmo o de corrupção.
Nas próximas eleições vote em alguém limpo. Ele existe. Basta procurar. São os valores, comportamentos e escolhas de uma sociedade que determinam o grau de idoneidade de seus congressistas.

O dramaturgo alemão Bertod Brecht (1898-1956) sabiamente nos advertiu : "Que continuemos a nos omitir da política é tudo o que os malfeitores da vida pública mais querem".

Lembre-se disso quando estiver frente à frente com a urna eleitoral.

De brinde pra você a relação dos parlamentares com débitos na justiça:

Senadores






























Deputados




























































































































































































 

posts parecidos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para o desenvolvimento deste Blog. Desde já obrigado!

Conectividade de A-Z

O CANAL PARA FALAR DA CONEXÃO HUMANA.

Aqui você tem voz. Pode contribuir, sugerir, criticar, propor temas, discutir e ampliar o escopo do Blog. Nossa conexão poderá fazer a diferença.