COPA, OLIMPÍADA E NOSSO DNA.


 
Planejar não está no nosso DNA. Tente fazer uma simples reforma em sua casa. Se sofrer do coração melhor repensar. À lamentável qualidade de nossa mão de obra somam-se brutais descumprimentos de prazos, completa falta de organização e entregas muito aquém do que seria tolerável. Na minha reforma do piso dos banheiros, fui tomado de surpresa com a água escorrendo na direção oposta ao ralo. Resultado: a empreiteira teve que quebrar o ladrilho e refazer todo o serviço. Isso depois da obra pronta.

Compre algo no comércio. Não é possível, nesta era da comunicação instantânea e dos sistemas de gestão mais mirabolantes, agendar um horário para a entrega do produto. Você tem que se resignar a ficar plantado em casa durante toda a manhã ou toda a tarde já que eles só podem se comprometer com algo vago e impreciso dentro de um período de quatro horas. Com frequência a entrega prometida para o período da manhã pode chegar no final do dia.

Leve um produto qualquer a uma assistência técnica. Atendentes descorteses, descompromissados, desatentos. Comprei um forno micro-ondas de uma marca de prestígio. Veio com defeito. Não ligava. O catálogo do fabricante informava que a cidade de Curitiba estava dividida em duas áreas. Cada uma delas atendida apenas por um único revendedor. O conforto dessa reserva de mercado levou as empresas a tripudiarem sobre os clientes já que não há competição. Você vai até eles e encontra instalações precárias autodenominadas de Top Service. Gente mal humorada que está se lixando se você nem chegou a usar seu produto entregue com defeito de nascença. E o que é pior. Como o aparelho é montado na China (onde mais poderia ser?) a peça vai levar 10 dias úteis para chegar.

Liguei para o SAC do próprio fabricante. Eles interferiram e o conserto foi mais rápido do que o prometido. Como mimo, o fabricante ofereceu a entrega em cortesia em minha residência. Entrega feita na sexta dia 9. Não é que na segunda dia 12, recebi umas três ligações da assistência técnica dizendo que o produto estava à minha disposição? Só depois de dizer enfaticamente que eu já havia recebido o forno é que pararam de me azucrinar. Claro que recebo do fabricante uma pesquisa de satisfação... Como tantas, certamente nem será lida e tudo continuará como dantes.

Consultas médicas? Melhor pular esta parte. Atrasos de 2 e até 3 horas são corriqueiros.

O que acontece no micro acontece , logicamente, no macro. A prefeitura de Curitiba não consegue entregar uma única obra da Copa. A avenida que nos leva ao aeroporto teima em não ficar pronta. Não estamos falando de uma grande obra de engenharia. Trata-se de uma simples remendada nas pistas e a construção de calçadas. Resultado: se você vai pegar um avião em Curitiba melhor sair de casa quatro horas antes do seu voo.

Fico sabendo que a reforma do aeroporto do Rio de Janeiro só ficará pronta em agosto (depois da Copa). Até lá, nossa principal cidade turística oferecerá aos visitantes serviços compatíveis ao de um boteco de várzea. Tampouco ficará pronto o aeroporto de Viracopos. Também não o de Curitiba, Fortaleza e por aí vai.

A imagem do país está no fundo do poço. UPPs  fustigadas por bandidos, escalada de assaltos em todas as cidades da Copa, turismo receptivo que só consegue se comunicar (mal) em português, hordas de delinquentes patrocinados por extremistas políticos que ateiam fogo em qualquer coisa que se move, justiceiros que trucidam donas de casa inocentes, provável racionamento de água, preços escorchantes por serviços medíocres...

O país dos 40 ministérios não consegue entregar nada no prazo. Acontece que eventos mundiais mexem com a imagem e a autoestima do país. E as manchetes internacionais recebem de mão beijada todo um arsenal de bobagens e desmandos rudimentares para reforçar o estigma de que não somos um país confiável.

Só futuro dirá se esse devaneio ufanista de Lula e seus “cumpanheiros” de sediar Copa e Olimpíadas passará (ou não) à história como mais uma mancha em nossa esquálida reputação de nação irresponsável com prazos e planejamento.

Um povo que tolera e compactua com improvisação visceral não pode ter um bom futuro... E não adianta ficar melindrado com as críticas.
 
Boa semana!

posts parecidos

Conectividade de A-Z

O CANAL PARA FALAR DA CONEXÃO HUMANA.

Aqui você tem voz. Pode contribuir, sugerir, criticar, propor temas, discutir e ampliar o escopo do Blog. Nossa conexão poderá fazer a diferença.