CAMINHO PARA O ZIMBÁBUE.




 
A questão central para o Brasil de hoje pode ser reduzida em uma única pergunta: “Qual o modelo político que queremos?”

O mundo está repleto de exemplos eloquentes. Mas vamos ficar com os mais próximos como a Venezuela de Nicolau Imaturo e a Argentina de Cristina Kitsch. A primeira adotou a versão 2.0 do obscurantismo cubano. A segunda, a geração turbo do populismo degenerativo. Ambas caminham a passos largos para a zimbabuização radical sem volta.

Se você, caro leitor, não sabe, o Zimbábue é considerado a nação mais pobre do mundo com todos os ingredientes letais que vão da hiperinflação à corrupção generalizada, passando, é claro, pelo colapso político apesar de, a exemplo de Venezuela e Argentina, estar deitada em um berço de benesses da natureza.

Nunca é demais repetir que os países “perdedores” do planeta adotam a mesma agenda de crenças e valores políticos genericamente autodenominados de “esquerda”.  Acreditam ferozmente que o Estado é o único indutor do desenvolvimento, que a opinião só pode ser expressa se coincidir com a dos donos do poder, que o judiciário deve obediência canina ao partido, que o indivíduo como ser livre, pensante e dono de seu próprio destino simplesmente não existe e que a corrupção é tão somente um meio de servir e manter o modelo político vigente.

Você já identificou quais partidos políticos brasileiros seguem esse modelo nefasto.  Trocando em miúdos, tudo aquilo que você, prezado leitor, julga ser uma afronta à ética e ao código penal, para eles é tão somente a  estratégia de gestão para viabilizar seus devaneios de poder.

Se você acha que estou exagerando veja os argumentos do advogado Luiz Fernando Pacheco defensor do mensaleiro José Genoíno na sessão de hoje do STF ao tentar refutar a condenação de seu cliente por formação de quadrilha.

 "Não houve associação de mais de três pessoas para a prática de  diversos crimes, não houve intenção de formar uma sociedade de delinquentes. Ao contrário, houve desde 1980, com o início do fim da ditadura, a formação de um partido político. E lá estavam Dirceu, Genoíno, Delúbio, todos formando um partido que conquistou o poder e o vem mantendo há 12 anos, sinal de que o povo brasileiro aprova as práticas que vêm sendo adotadas. Dizer que ali, no núcleo do poder, do outro lado da praça (dos Três Poderes), havia uma quadrilha é um escancarado absurdo e o povo brasileiro já refutou isso”.

Em nome de que povo brasileiro o “ilustre causídico” está falando? Certamente não no meu ou no seu nome. Talvez no nome dos financiadores dos Black Blocs que matam jornalistas, ou dos apoiadores da invasão do conjunto residencial Caraguatatuba que acham certo roubar dos legítimos proprietários os apartamentos construídos com verbas públicas ou do casal Pizzolato que se julga injustiçado por  ter sido apanhado recebendo propina de R$ 360 mil...

A cartilha desses mistificadores é sempre a mesma em qualquer rincão do planeta. Na Ucrânia de Yanukovych, na Rússia de Putin, na Coreia do Norte do ”líder supremo” Kim Jong-un, na Cuba dos irmãos mortos-vivos Castro. O fim da linha é o Zimbábue de Robert Mugabe.

Bom fim de semana!

Notícia de última hora:
Acaba de sair na mídia internacional que o ditador Robert Mugabe, há 34 anos no poder, completa hoje 90 anos de idade e resolveu celebrar a data com uma festa de 1 milhão de dólares dando de ombros para a profunda crise econômica e social que coloca seu país em estágio terminal. Apesar disso, seus acólitos declaram que nunca dantes na história do país houve um líder como ele.
Na foto : Mugabe - Uma lenda viva...

 Qualquer semelhança com  o comportamento de certo líder local é mera coincidência.

posts parecidos

Destaques

Um comentário:

  1. Os brancos que ainda existem no país e que são os únicos a produzir qualquer coisa são massacrados e queimados vivos a mando do Mugabe, as fazendas são totalmente destruídas. Os brancos donos de fazendas são vistos como colonizadores.
    O MST do Mugabe também existe.
    Para não morrer a fome muitos habitantes do Zimbabwe fogem para a África do Sul e quando lá chegam são mortos a cacetadas pelo irmaos sul-africanos.
    Com certeza o governo petista tece afeição e admiração pelo abutre Mugabe.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o desenvolvimento deste Blog. Desde já obrigado!

Conectividade de A-Z

O CANAL PARA FALAR DA CONEXÃO HUMANA.

Aqui você tem voz. Pode contribuir, sugerir, criticar, propor temas, discutir e ampliar o escopo do Blog. Nossa conexão poderá fazer a diferença.