JANEIRO NEGRO.


Estou em processo de recolhimento meditativo. Decisões a serem tomadas. Neste exato momento muitas  incertezas e alguma dose de desalento  com esse ano repleto de ingredientes  para detonar  as mentes  mais bem intencionadas.

A Copa do Mundo  por si só já traz emoções suficientes para fracos e fortes de coração. Seu potencial de desassossego social é perigosamente explosivo a partir das experiências com a Copa das Confederações.

A disputa presidencial nos permite antever  a encarnação do mal no dia-a-dia da nação.  A própria presidente ameaçou sem pudor algum: “Em ano de eleição a gente pode fazer o diabo”. Precisa dizer mais?

No Maranhão, a junção do crime organizado com a histórica perversidade política dos Sarneys queimaram viva uma garotinha de seis anos de idade. Uma Joana D’Arc infantil sacrificada em vão. Roseana, a (des)governadora  do PMDB, principal aliado do governo, acha que seu Estado nunca esteve tão bem. Enquanto isso gangues de facínoras exterminam os desafetos pela via da decapitação medieval.

O país segue à deriva  com uma presidente incapaz de entregar resultados à nação à frente de seus 40 ministérios ficcionais. Nada  parece despertar a ira cívica dos cidadãos. Nem o apodrecimento do maquinário usado para o PAC da transposição do São Francisco. Nem a prestidigitação das contas públicas. Nem o destroçamento da Petrobrás . Nem os engodos professados  para a melhoria da infraestrutura de transporte. Tampouco a situação de decrepitude de nossa saúde pública. Nada possui força suficiente para a indignação dos eleitores que continuam colocando Dilma à frente nas pesquisas eleitorais.

Estou lendo um livro chamado “A DÉCADA PERDIDA. 10 ANOS DE PT NO PODER”. É estarrecedor para dizer o mínimo. Prometo compartilhar com vocês, caros leitores, alguns dos trechos  mais eloquentes .

Apesar de tanta iniquidade não dá pra perder a esperança no ser humano. Uma de minhas leitoras envia este vídeo . De onde menos se espera , no meio da noite escura da desilusão  uma força estranha  chega para nos redimir. Só o poder do talento legítimo e sincero ,despido de vaidade e cobiça pode nos salvar. Que os deuses (todos eles) nos ajudem. Não será tarefa fácil.
 
 

posts parecidos

Destaques

Conectividade de A-Z

O CANAL PARA FALAR DA CONEXÃO HUMANA.

Aqui você tem voz. Pode contribuir, sugerir, criticar, propor temas, discutir e ampliar o escopo do Blog. Nossa conexão poderá fazer a diferença.