O DIA DEPOIS DAS MANIFESTAÇÕES - PARTE 2

Como você já deve ter percebido, a crise de consciência dos congressistas passou rápida como um guepardo na savana africana. Tudo prestidigitação barata de circo mambembe. É claro. Suas excelências não mudaram  suas crenças e valores assim, como num passe de mágica.

Renan acha corretíssimo poder usar aviões da FAB para ir ao casamento de amigos em Trancoso. É muita desfaçatez tentar justificar que o avião foi usado como “representação” por ele ter esse direito como presidente do Senado.  Como a balela não colou, voltou atrás e depositou R$ 32 mil a guisa de indenização ao Tesouro. Só não contou que critério usou para fazer esse cálculo ao que tudo indica muito menor do que o real.

O ministro da Previdência Garibaldi Alves Filho viajou do Ceará ao Rio de Janeiro, também em avião da FAB para, ora vejam, assistir o jogo Brasil e Espanha no Maracanã pela Copa das Confederações. Já havia usado o mesmo jato para o transporte de seis “acompanhantes” (quem seriam?) entre Natal e Rio em viagem de ida e volta. Depositou meros R$ 9,7 mil (o Tesouro precisa com urgência criar uma fórmula de cálculo padrão para reembolsos desta natureza).

Todos parecem ignorar o Decreto de 2002 que normatiza a utilização de aviões da Aeronáutica segundo o qual apenas os presidentes do Senado, da Câmara, do Supremo Tribunal Federal, ministros de Estado e comandantes das Forças Armadas são autorizados a usarem este tipo de transporte “por motivo de segurança, emergência médica, em viagens a serviço e deslocamentos para o local de residência permanente“.

Essa é a enorme vantagem de se ter uma imprensa livre (como, evidentemente, não querem certas conhecidas facções políticas). Sem ela jamais ficaríamos sabendo dessas peripécias aéreas bancadas pelo escorchante montante de impostos que todos pagamos.

Somente após a repercussão maciça desses fatos, a oposição (Aloysio Nunes, líder do PSDB no Senado) reagiu apresentando requerimento para que todos os voos realizados em aviões da FAB no período de 2010 a 2013 fossem devidamente tornados públicos.

Nem vamos irritá-lo ainda mais, caro leitor, tecendo considerações sobre  Sérgio Cabral /PMDB, governador do Estado do Rio e pertencente “à base aliada” do governo, useiro e vezeiro de helicópteros oficiais para o trânsito de familiares , serviçais e mascotes caninas entre o Rio e as praias adjacentes.

Pois bem. Voltando aos congressistas, a Presidente Dilma propôs uma reforma política como forma de responder às demandas da sociedade por mais seriedade no trato da coisa pública ( a questão do plebiscito foi equivocada, mas esqueça isso por enquanto). Acontece que a verdadeira reforma política, aquela que interessa ao cidadão honesto, idealista e ansioso por um país melhor, passa longe das considerações do Congresso.

Ela se chama “Voto Distrital” ou sua outra versão “Voto Distrital Misto”. Com este sistema, o Brasil seria dividido em distritos (áreas geográficas definidas muito menores que os Estados atuais) e cada um deles poderia eleger apenas um candidato. Como há um número limitado de candidatos por distrito, o eleitor consegue escolher melhor e acompanhar de perto a eventual legislatura cobrando do representante eleito lisura e respeito às promessas de campanha.
 
                    O Brasil é dividido em pequenos territórios. Cada um elege um único parlamentar.
 
Isso é tudo o que os políticos não querem.

Em um sistema assim, um Tiririca não seria eleito. Tampouco esses seres tragicômicos que povoam nossas telas nos períodos pré-eleitorais. E se um desses radicais quaisquer, quase sempre movido por interesses funestos, chegar lá fica muito mais fácil controlá-lo e apeá-lo do cargo nas próximas eleições. Essa é a receita (mais eficaz) para o dia após as manifestações. O resto é conversa de comadre...

Desejo a você, caro leitor, um céu de brigadeiro em sua viagens de final de semana...
 
 
 

posts parecidos

Conectividade de A-Z

O CANAL PARA FALAR DA CONEXÃO HUMANA.

Aqui você tem voz. Pode contribuir, sugerir, criticar, propor temas, discutir e ampliar o escopo do Blog. Nossa conexão poderá fazer a diferença.