UM PAÍS SEM MUSEUS É UM PAÍS SEM HISTÓRIA.


Museus são fascinantes! Pelo menos para mim. Sou o que se chama de “rato de museu”. Posso passar horas entretido nas histórias que eles nos contam.  As nossas venturas e desventuras estão lá. Tudo o que a humanidade amealhou  em milênios também.

Museus nos transportam para todas as épocas inclusive ao futuro. Museus nos mostram o que fizemos de glorioso e aquilo que jamais deveríamos ter feito. Alguns pertencem a uma categoria inalcançável como o embasbacante Louvre em Paris. Um gigante de 60 mil metros quadrados de área  que nos apresenta cerca de 35 mil obras ao longo de oito mil anos de civilização humana. Estão lá os ícones definitivos de nossa cultura artística. Aquelas obras que nos fazem acreditar que existe algo que transcende o nosso status de simples  mortais. A Mona Lisa. A Vitória de Samotrácia. A Vênus de Milo.

Vista Geral Externa do Museu do Louvre-Paris



Não temos, no Brasil, uma tradição museológica que nos emparelhe com os países desenvolvidos. Há algumas exceções aqui e ali. O inovador Museu da Língua Portuguesa em São Paulo é uma. A Pinacoteca (também em São Paulo) é outra. Há também os notórios MASP e o Museu Nacional de Belas Artes no Rio de Janeiro. Ficamos por aqui.

 O Brasil já está no radar das grandes exposições internacionais. De acordo com a revista britânica The Art Newspaper, a mostra "O Amazonas:Ciclos de Modernidade" no Centro Cultural Banco do Brasil (Rio de Janeiro), foi uma das 12 mais vistas de 2012 (média de 7.928 visitantes/dia ; total 374.876).
Não é pouca coisa. A número1 no mundo foi a "Mestres Holandeses" no Museu Metropolitano de Tóquio (10.573 visitantes/dia ; total 758.266).

Faltam museus aparelhados não apenas para nos deslumbrar, mas para, sobretudo, servir de polo educador e lapidador do gosto cultural de todas as classes sociais de A a Z.

Por exemplo: temos um dos maiores sítios arqueológicos do planeta. Há pouco, pesquisadores do Museu Nacional do Rio de Janeiro anunciaram a mais importante descoberta de um réptil voador do hemisfério sul- o pterossauro Tropeognathus Mesembrinus- com envergadura de 8,5 metros.

 O fóssil estava na Chapada do Araripe entre os estados do Ceará, Pernambuco e Piauí. Mas, não há absolutamente nada no país que chegue aos pés do impressionante Museu de História Natural de Nova Iorque.

Alguém poderia dizer que temos outras prioridades a atender antes de investirmos em museus. Ledo engano! Museus podem ser feitos sem um centavo do governo. O Museu de História Natural estadunidense é uma organização educacional sem fins lucrativos, cujos fundos provêm de doações de empresas e cidadãos.
 



   
                                                                   Museu de História Natural - Nova Iorque -EUA


Nem tudo está perdido. Em Petrópolis podemos desfrutar de  um museu de padrão mundial. Trata-se do Museu da Cervejaria Bohêmia. Uma fascinante viagem pela história, arte e ciência da fabricação da cerveja.

Único no país e um dos mais completos do mundo. Lá você conhece todos os segredos dos mestres cervejeiros através das mais modernas técnicas expositivas da atualidade.


Painéis digitais interativos, projeções didáticas de altíssimo nível, guias competentes, salas de degustação, tudo para contar ao visitante de modo extremamente envolvente a história de uma das mais antigas e prestigiadas bebidas de nossa civilização.
 
                                                                     
                                                                Museu da Cervejaria Bohêmia - Petrópolis-RJ


Museus também são business! Empregam pessoas, geram renda, promovem riqueza. Impulsionam a bilionária indústria do turismo. Há novos projetos em andamento.

A cidade do Rio de Janeiro inaugurará em 2014 (provavelmente) o  “Museu do Amanhã”  concebido pelo premiadíssimo arquiteto espanhol Santiago Calatrava. Será nosso primeiro museu  verdadeiramente de classe mundial.  Já não era sem tempo...
 

Museu do Amanhã - Rio de Janeiro (2014)
 
Desejo a você, caríssimo leitor, uma semana iluminada.


posts parecidos

Conectividade de A-Z

O CANAL PARA FALAR DA CONEXÃO HUMANA.

Aqui você tem voz. Pode contribuir, sugerir, criticar, propor temas, discutir e ampliar o escopo do Blog. Nossa conexão poderá fazer a diferença.