VOCÊ SABE QUANTO GANHA UM FUNCIONÁRIO DA CÂMARA DE VEREADORES DE SUA CIDADE?

Você, eu e toda a população com título de eleitor falamos mal dos políticos. Ficamos indignados quando ouvimos no noticiário os casos mais aberrantes de corrupção. Sim, porque os casos comezinhos esses, não nos impactam mais.

A imprensa nacional tem desempenhado um papel relevante na depuração de nosso processo democrático, mas não vemos nenhum tipo de mobilização eficaz nos vários segmentos da sociedade no trato da moralidade pública.

Verdade. Teve os “caras-pintadas” que foram para as ruas clamar pelo impeachment do Presidente Collor. Mas isso foi a 19 anos, em setembro de 1992 para ser mais exato. Hoje, essa turma está com seus 37 anos em média e não tem mais saco pra esses arroubos.

Oscar Niemeyer, comunista do período pré-cambriano, aos 102 anos de idade  deu pra dizer gracinhas que ficariam muito melhor na boca do pessoal do “Pânico na TV”.
 Olha só:
“ Projetar Brasília para os políticos que vocês colocaram lá foi como criar um lindo vaso de flores pra vocês usarem como pinico”. A frase ilustra à perfeição o sentimento nacional. Vocês votaram, vocês colocaram lá. Eu... Não tenho nada com isso.

Chega de introdução. Você está preparado? Então lá vai.

Um taquígrafo I, nível médio, padrão 202, ganha um salário mensal de R$ 11.229,09 na Câmara Municipal de Curitiba. Se for nível II, padrão 312 o valor sobe pra incríveis R$ 18.154,23.

Um bibliotecário, padrão 307, pode ganhar os mesmos R$18.154,23 mensais. Certamente o trabalho na biblioteca da Câmara Municipal de Curitiba tem o mesmo nível de complexidade que o da biblioteca do Congresso dos Estados Unidos que paga em média, USD 5.000,00 mensais (cerca de R$ 8.020,00) de acordo com o sítio http://www.simplyhired.com/a/salary/search/q-Library+Of+Congress

Sabe quanto ganha mensalmente um assessor de Gabinete Parlamentar nível CC-1?
R$ 8.516,89. E um jornalista, padrão 301? R$ 16.251,01.
E um motorista, padrão 102? R$ 8.566,01.
E um auxiliar de serviços, padrão 101, R$ 6.275,47.
E um técnico em enfermagem, padrão 204? R$ 11.229,09

Somos nós que pagamos estes salários absurdos através dos impostos que recolhemos aos cofres municipais. Mas, quem é que decide esta fantástica grade de remuneração?

A coisa funciona assim: a Câmara Municipal, através de “Resoluções” cria, transforma ou extingue cargos e funções, mas a fixação ou alteração de vencimentos só pode ser efetuada mediante “Lei Específica” sujeita à sanção do Poder Executivo (ou seja: o Prefeito).

Você acha que vereadores e prefeitos tratam do dinheiro público com o mesmo critério e isenção que você, ou sua empresa certamente o fazem, por dever ou obrigação?

A resposta é tão óbvia que nem vale a pena digitá-la aqui.

Em tempo:

 Se você leu “Adote um Edil. É aqui que tudo começa”, neste blog, então você já sabe quem é o Prof. Galdino. Estive hoje na Câmara Municipal de Curitiba e conversei longamente com ele. Fiquei muito bem impressionado. Aguardem novas postagens sobre o tema!

posts parecidos

Destaques

Conectividade de A-Z

O CANAL PARA FALAR DA CONEXÃO HUMANA.

Aqui você tem voz. Pode contribuir, sugerir, criticar, propor temas, discutir e ampliar o escopo do Blog. Nossa conexão poderá fazer a diferença.